segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Alternativas ao Instagram



O Instagram tem deixado muitos usuários irrequietos ultimamente. São rumores de  aquisição, de expansão e, mais recentemente,  da reversão do termo de serviço, que levou os usuários às redes sociais preocupados com suas fotos. Muita gente, nessa confusão toda, decidiu apagar a conta ou parou de usá-la. Outros saíram em busca de alternativas.

Se você ainda está no Instagram, mas quer uma alternativa, existem outras opções. Claro que se você excluir a conta do Instagram, mesmo assim, as fotos compartilhadas no Facebook permanecem disponíveis.

Parece que os termos de serviço antigos voltaram, mas de qualquer forma, se você acha que hora de dizer adeus ao Instagram, conheça algumas alternativas:

Com os aplicativos atualizados , é uma boa alternativa. Parece bom, e tem filtros também.

A rede social chamou a atenção, mas um monte de pessoas parece gostar e que recebeu atenção. Disponível para Android e iOS, o Path é uma boa alternativa para as redes sociais. Ela também lhe dá um limite de 150 conexões, portanto, privacidade está sob controle.

Boa interface e filtros deste app. Ela costumava ser uma aplicação web, mas agora está disponível para Android e iOS. Ele lhe dá muita margem de manobra em termos de ajustes de sua foto, e você ainda pode compartilhar suas criações no Facebook e / ou Twitter.

À venda por apenas U$$ 0,99 agora, + Câmara é o aplicativo perfeito para entusiastas da fotografia real. A melhor razão para usar esse aplicativo é que ele realmente melhora o seu tiro da câmera regular.

Então, não se desespere se Instagram está uma esculhambação. Talvez, seja a forma do Universo de lhe dizer que há mais vida para além Instagram.

Fonte: http://techbeat.com/2012/12/instagram-alternatives/

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

#Facebook diz para funcionários deixarem #iPhone em troca de #Android


O Facebook está incentivando sua equipe a mudar do iPhone, da Apple, para smarphones com Android.
O plano é ajudar as equipes do Facebook a desenvolver um app Android melhor, de acordo com reportagens. Há temores de que, com o crescimento da plataforma do Google, uma inclinação para o iPhone poderia levar a rede social a ser deixada de lado pela maioria de seus usuários móveis.
Compradores de smartphone e tablet Android abocanharam produtos cinco vezes mais frequentemente do que aqueles que escolheram os dispositivos iOS, da Apple, durante o terceiro trimestre, de acordo com um novo estudo do Gartner. O TechCrunch afirma que o FB tem pregado cartazes em sua sede incentivando os funcionários a "mudar hoje" e comer seu próprio "droidfood", que na língua da empresa significa "usar o seu próprio produto".
O porta-voz do Facebook confirmou que o site disse que há "mais iPhones implantados" na companhia do que smartphones Android, embora tenha admitido que "muita gente aqui carrega ambos os dispositivos, não apenas os engenheiros ou os trabalhadores móveis". Como o TechCrunch sugere, isso indica que os usuários do iPhone não entregarão seu dispositivo sem lutar.
Os funcionários do Facebook testam as últimas versões betas do aplicativo, e quando encontram um bug, o telefone vibra fortemente e envia as informações para os engenheiros que trabalham com a próxima versão de seu aplicativo.



Fonte:  macworldbrasil

#Natal: Procon-SP divulga lista com mais de 200 sites que devem ser evitados pelo consumidor ao fazer compras pela internet



A lista de sites não recomendados pela Fundação Procon-SP está disponível na página principal do órgão no link "Evite esses sites", contendo endereço eletrônico em ordem alfabética, razão social da empresa e número do CNPJ ou CPF, além da condição de "fora do ar" ou "no ar". Conheça aqui a lista.

O Procon-SP recebeu reclamações desses sites por irregularidades na prática de comércio eletrônico,principalmente por falta de entrega do produto adquirido pelo consumidor e não obtém resposta dos mesmos para a solução do problema.

De acordo com o diretor executivo do Procon-SP, Paulo Arthur Góes, esses fornecedores virtuais não são localizados, inclusive no rastreamento feito no banco de dados de órgãos como Junta Comercial, Receita Federal e Registro BR, responsável pelo registro de domínios no Brasil, o que inviabiliza a solução do problema apresentado pelo consumidor.

Para Góes, é preocupante a proliferação desses endereços eletrônicos mal- intencionados, que em alguns casos continuam no ar lesando o consumidor. "Denunciamos os casos ao Departamento de Polícia e Proteção a Pessoa (DPPC) e ao Comitê Gestor da Internet (CGI), que controla o registro de domínios no Brasil, mas, o mais importante é que o consumidor consulte essa lista, antes de fechar uma compra pela internet, para evitar o prejuízo".

Dicas

O Procon-SP mantém disponível no site o "Guia de Comércio Eletrônico" com dicas e cuidados que o consumidor deve ter ao comprar produtos ou contratar serviços pela internet.


segunda-feira, 26 de novembro de 2012

#VoltaGoogle: Serviços do Google saem do ar para parte dos usuários



#VoltaGoogle foi a hashtag mais publicada no twitter nesta tarde.
Antes de mais nada, não percebi nada. Mas leia o que publicou o Portal G1:

 "Serviços do Google como a pesquisa na web (Google.com.br), e-mail (Gmail), calendário, leitor RSS (reader), bate-papo (Gtalk), vídeos (YouTube), métricas de internet (Analytics) e documentos (Google Docs) estão fora do ar para parte dos usuários nesta segunda-feira (26). Ao tentar acessar as páginas, elas não carregam no navegador.
Entretanto, outros usuários dizem que conseguem acessar os serviços normalmente".

#BlackFriday no Brasil tem apagões e fraudes



Matéria da Reuters publicada pelo Link do grupo Estado mostra que a terceira edição da “Black Friday” no Brasil teve as primeiras 12 horas de duração marcadas por um cenário de apagão em uma parcela dos sites participantes, contrário ao objetivo proposto de beneficiar varejistas e consumidores com descontos em produtos de diversos segmentos.
‘Busca Descontos’ afirma que tráfego no site foi sete vez maior do que em 2011 e que retirou do ar mais de 500 ofertas maquiadas.  FOTO: Reprodução
De acordo com a matéria, o portal Busca Descontos, que trouxe ao Brasil o evento herdado dos norte-americanos e reúne todas as ofertas em um único site, identificou congestionamento durante a primeira hora de abertura, quando foram registrados mais de 75 mil acessos simultâneos, sete vezes superior ao volume visto no ano passado.
“Isso causou muita lentidão, mas, por volta da 1h desta sexta-feira o acesso foi normalizado e, até agora, está normal”, disse um porta-voz do Busca Descontos, sobre o portal.
A matéria mostra ainda que a situação das principais varejistas participantes do evento, no entanto, é outra. Um consumidor que falou à Reuters sob condição de anonimato disse não ter conseguido realizar uma compra no site Submarino –da B2W– após diversas tentativas por horas consecutivas.
O resto do texto: Ao procurar o atendimento telefônico da empresa, o consumidor foi informado sobre uma queda generalizada do sistema, impedindo que a compra fosse realizada também por telefone.
Procurada pela Reuters, a B2W, que também detém os sites Americanas.com e Shop Time, informou que “se preparou para um enorme volume de acessos em função da Black Friday, porém o surpreendente aumento de visitas causou dificuldades de compras para alguns clientes. As equipes do Submarino estão totalmente empenhadas em minimizar os impactos para os clientes o mais rápido possível”.
Os sites de outras varejistas como Wal-Mart, Magazine Luiza e Extra também apresentavam lentidão.
A Nova Pontocom, que reúne as operações de eletroeletrônicos e varejo online do Grupo Pão de Açúcar, informou via assessoria de imprensa que “em nome do Extra.com.br e do Pontofrio.com, não houve problemas em relação ao sistema, que está funcionando normalmente, apesar da demanda elevada”.
Executivos da Magazine Luiza confirmaram mais cedo em encontro com analistas e investidores que o site vem sofrendo lentidão. Representantes do Wal-Mart não estavam imediatamente disponíveis para comentar.
Segundo dados da ClearSale, empresa especializada em autenticação de compras virtuais, nas primeiras 12 horas de Black Friday no Brasil já foram superadas as vendas da edição de 2011, quando o faturamento foi de 100 milhões de reais.
A consultoria e-bit projeta vendas de 135 milhões de reais para a edição deste ano. Se o valor for confirmado, marcará o maior faturamento diário na história do comércio eletrônico brasileiro. As ofertas se encerram às 2h de sábado.
O Pão de Açúcar informou que as vendas do Extra foram seis vezes maior em toda rede durante a última madrugada, comparadas a uma sexta-feira comum. A expectativa da empresa é de que, até o fim do dia, as vendas aumentem em 70 por cento ante um dia regular de compras.
Maquiagem de preços. Além dos entraves de acesso aos sites, a prática de maquiagem de preços tem figurado como um dos problemas da Black Friday no Brasil. Ao maquiar o valor de um produto, a empresa eleva o valor do mesmo na véspera do evento para que o desconto pareça maior do que é de fato.
O Procon-SP informou ter notificado nesta sexta-feira as empresas Extra (lojas física e virtual), Ponto Frio, Submarino, Americanas.com, Wal-Mart, Saraiva e Fast Shop “por indícios de maquiagem nos descontos, com base em denúncias que chegaram do consumidor nos tradicionais canais de atendimento e redes sociais do órgão”.
O Procon-SP deu prazo para receber respostas até 30 de novembro. O Busca Descontos, por sua vez, disse ter retirado do ar mais de 500 ofertas maquiadas.
“É lamentável que algumas lojas ainda insistam em fazer maquiagem de preço. Contamos com a ajuda dos consumidores nesse momento, para que denunciem as ofertas falsas”, afirmou o presidente do Busca Descontos, Pedro Eugênio.
A Nova Pontocom informou que os sites Extra e Ponto Frio “não receberam notificação oficial do Procon”. Já a B2W não retornou imediatamente com comentários sobre esse assunto.
Nos Estados Unidos, a Black Friday é uma das datas mais importantes para o varejo e envolve também lojas físicas, onde os consumidores fazem fila à espera da abertura das portas.
O evento acontece na sexta-feira seguinte ao feriado de Ação de Graças e marca o início da temporada de vendas de fim de ano, quando os varejistas aproveitam para limpar os estoques e sair do vermelho.
No Brasil, segundo o Busca Descontos, a edição deste ano da Black Friday tem mais de 300 sites participantes –mais de seis vezes o número de 2011.
/REUTERS

domingo, 25 de novembro de 2012

Pior e melhor escola do Enem no DF divergem sobre uso de tecnologia

Os colégios do Distrito Federal com o melhor e o pior desempenho dos alunos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011 ocupam posições extremas também sobre o papel da tecnologia no aprendizado dos estudantes. 

Olimpo, colégio privado que pelo terceiro ano consecutivo aparece com a melhor média no exame no DF, aposta no tradicional esquema “professor-giz-quadro negro”. No Centro Educacional Taquara, a direção da escola reclama de só ter giz e quadro negro nas aulas.

O Colégio Olimpo, na Asa Sul, defende o ensino tradicional e atribui o sucesso ao emprego desse método. "Aqui nós temos aversão à informática. O professor é que passa o conhecimento para o aluno. O professor precisa de cuspe e giz", diz o diretor pedagógico do Olimpo, Vinícius Miranda.

Para o diretor do Taquara, Volemar Ornelas, há três meses no cargo, a falta de tecnologia compromete o aprendizado dos alunos. "Nós só temos quadro negro e giz. É muito pouco. Um aluno de ensino médio tem que estar ligado no que acontece no mundo, nas redes sociais e em pesquisas. Eles têm que ter uma visão de mundo. Acho difícil o professor passar isso só com giz, quadro e saliva", disse.

Embora vivam realidades diferentes, os dois colégios possuem alguns números semelhantes. O Olimpo tem 950 alunos distribuídos pelos ensinos fundamental, médio e pré-vestibular. O colégio de Planaltina tem cerca de 800 alunos em turmas do fundamental, médio e educação infantil. O colégio particular tem 48 professores, contra 46 da escola pública. A diferença é que os professores do colégio de Planaltina dão aulas para o ensino médio e para o fundamental. No Olimpo, a maioria dos professores se dedica ao ensino médio.


O laboratório de informática do colégio Taquara está equipado com 20 computadores que não estão funcionando. "Nosso convênio com a empresa que oferecia o sistema Linux terminou em julho e desde então estamos sem acesso aos computadores", disse Ornelas. O Olimpo não tem laboratório. "Usamos computadores somente para as aulas de robótica", conta Miranda.

Os dois colégios têm salas de leitura que funcionam como uma espécie de biblioteca. No Olimpo, o atendimento é das 6h às 23h, com espaços para estudo individual e coletivo. No Taquara, a sala de leitura funciona em uma área improvisada, apenas no período da manhã.





O corpo docente é um dos atrativos para manter os estudantes do Olimpo na escola. Dos 48 professores da instituição, que dão aulas no ensino fundamental 2 e no ensino médio, alguns vêm de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Goiânia e Palmas.

Os salários variam entre R$5 mil e R$ 15 mil. "Nossos professores estão sempre se atualizando. Aqui nós fazemos as provas dos principais vestibulares do país, IME, ITA, Unicamp, UnB, UFG e UFT para estarmos preparados para responder aos alunos." Os professores da escola pública recebem R$ 4 mil em média, segundo a direção.

A permanência do aluno na escola é incentivada no Olimpo. A escola fica aberta para aulas, plantões de dúvidas e estudos. Os portões do colégio são abertos às 6h e fechados às 23h.
Apesar das diferenças e dificuldades, os representantes dos dois colégios dizem que buscam preparar os estudantes para os desafios.

"Cheguei aqui há três meses e encontrei a escola desmotivada, sem norte. Ninguém fica motivado por ficar. Quero uma atividade diversificada, trazer a comunidade para o ambiente escolar", disse Ornelas. Miranda resume o bom desempenho dos alunos do Olimpo em Brasília: "Nosso sucesso está focado no aluno, professor, na pedagogia e no ensino".

Fonte: Portal G1

Um coro virtual com a força de 2.000 vozes

Num vídeo comovente e que se tornou extremamente popular no ano passado, o compositor Eric Whitacre dirigiu um coro virtual de cantores de todas as partes do mundo. Ele fala sobre os desafios criativos de se fazer música através do YouTube, e desvenda os dois primeiros minutos do seu novo trabalho, "Sleep", com um coro em vídeo composto por 2.052 pessoas.



Fonte: Youtube

sábado, 17 de novembro de 2012

Esta é a primeira guerra real também travada por meio do Twitter: @AlqassamBrigade X @IDFSpokesperson


A operação do exército de Israel sobre a Faixa de Gaza (Pilar Defensivo) está sendo transmitida diretamente por meio das mídias sociais e há quem diga que esta é a primeira guerra declarada pela Twitter [entre os dois lados envolvidos no conflito].

Dias antes de começarem as operações, a conta principal do porta-voz da força aérea israelense no Twitter - @IDFSpokesperson - havia tuitado  sobre os foguetes que caíram sobre o sul de Israel, além de ter enviado também mensagens com links para o seu blog informando sobre relatos de atividades militares.

"Mais de 120 foguetes disparados desde Gaza contra Israel nos últimos três dias. Notícias atualizadas aqui", informava o microblog.

Em outra mensagem postada aos seguidores na rede social misturou realidade e ficção com o seguinte texto: “Jogando a guerra em Call of Duty nesta noite? Mais de um milhão de israelenses permanecem sob fogo real”. Call of Duty é uma franquia de jogos eletrônicos de tiro em primeira pessoa muito popular entre os jovens.

Enquanto a mídia tradicional procurava apurar as informações, no Twitter as forças de Israel postavam: “o exército israelense iniciou uma ampla campanha e  operações na Faixa de Gaza”. Logo a seguir enviava uma mensagem sobre Jabary: "O primeiro objetivo, alguns minutos atrás, foi Jabary Ahmed, líder da força militar do Hamas" (mensagem no microblog que veio com um link para uma página com fotos incluídas).
Em minutos, no mesmo canal, houve a distribuição do vídeo do momento do impacto sobre o carro de Jabary com o perfil dele.


A resposta veio do braço armado do Hamas @AlqassamBrigade, que respondeu com o tweet: "Nossas mãos abençoadas alcançaram seus líderes e soldados em todos os lugares (Você abriu as portas do inferno)" .

Enquanto em Gaza, exista o medo e no sul de Israel moradores de áreas próximas de Gaza passem a noite em abrigos, a guerra no Twitter ganhou relevância com palavras e imagens.

Do lado do Hamas, as brigadas postaram um retrato angustiante de um bebê, em um hospital de Gaza, parcialmente queimado, com informações sobre o nome da criança, que ainda não tinha um ano de idade e era filho de um jornalista da BBC.

"#PillarOfDefence pode ser o início da libertação dos territórios ocupados da Palestina, a pátria dos palestinos, assim estamos orgulhosos de pagar com as nossas vidas ", declarou no microblog o Hamas.

Por outro lado, o Exército de Israel lançou um material com vídeos enviados por seguidores e cenas de foguetes atingindo as cidades israelenses ao sul de Gaza. “Foguetes palestinos tem impacto em escolas israelenses", informavam as mensagens.


Até o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu usou a contaa @Netanyahu para publicar um vídeo com a declaração de uma jovem de 17 anos que descreve como, segundo ela, é viver "sob a constante ameaça de ataque em Israel".




Na última quinta-feira, Israel também lançou uma página no Facebook .
Fonte:  El Mundo.es (Com adaptações para o português do Brasil)

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

O Primeiro processador do mundo, o Intel® 4004, faz 41 anos



O microprocessador, também conhecido como Unidade Central de Processamento (CPU, na sigla em inglês), é o cérebro de todos os computadores e muitos dispositivos domésticos e eletrônicos. 

Múltiplos microprocessadores, trabalhando juntos, são o "coração" de data centers, supercomputadores, produtos de comunicação e outros dispositivos digitais.


O 4004, lançado no dia 15 de novembro de 1971, não era muito poderoso e era utilizado principalmente para realizar operações matemáticas simples em uma calculadora chamada "Busicom".


Assim como o micro-ondas ou o telefone, os dispositivos com microprocessadores se tornaram tão integrados em nossa vida diária, que não podemos imaginar nossa vida sem eles.


Às vezes é difícil acreditar que há apenas 60 anos, os computadores eram raros e não estavam disponíveis para o público em geral. Não foi até os anos 80 que os computadores entraram em nossas casas e - graças ao microprocessador - realmente causaram um impacto na vida das pessoas.


Atualmente, os microprocessadores modernos podem executar operações extremamente sofisticadas em áreas como meteorologia, aviação, física nuclear e engenharia, além de ocuparem muito menos espaço e fornecerem um desempenho superior.


Ao longo dos últimos 41 anos, os microprocessadores tornaram-se mais rápidos e  poderosos, mas cada vez menores e mais acessíveis.


A fabricação de uma CPU é um processo altamente complexo e exigente que envolve centenas de etapas em "salas limpas". As salas limpas ou plantas de manufatura, contém ar 1.000 vezes mais limpo do que o da sala de operação de um hospital. A construção de uma planta de manufatura custa cerca de US$ 5 bilhões.

Gordon Moore “O melhor ainda está por vir...”

Em 1965, o cofundador da Intel, Gordon Moore, teve uma visão do futuro. Sua previsão, conhecida popularmente como a Lei de Moore, afirma que o número de transistores em um chip dobra a cada dois anos. Esta observação sobre a integração de silício, transformada em realidade pela Intel, tem alimentado a revolução tecnológica global.

As tecnologias baseadas em silício da Intel, apoiaram o desenvolvimento e a adoção mundial de nossas arquiteturas e plataformas como o padrão da indústria, convertendo a Intel na maior provedora de silício do mundo.


A experiência com silício e os investimentos da Intel em P&D apoiam esses avanços únicos conseguidos pela Intel desde a criação do seu primeiro microprocessador em 1971, os que nos permitiram dar continuidade à Lei de Moore no futuro e oferecer recursos mais emocionantes nas tecnologias da Intel.  O vídeo a seguir é baseada em idéias imaginadas por funcionários da Intel.


Fonte: Intel acessado em 15 de novembro de 2012 (18h55)



terça-feira, 6 de novembro de 2012

Imposto de Renda: Dinheiro estará na conta nesta sexta (16)


A Receita Federal libera amanhã (16 ), nos bancos, o dinheiro do lote multiexercício do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (exercícios 2012, 2011, 2010, 2009 e 2008). 

Quem não estiver no lote, só tem mais uma chance, em dezembro, para saber se caiu ou não na malha fina. Para saber se está no lote, o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet no seguinte link http://goo.gl/CuOp ou ligar para o número 146.

São liberados todos os anos sete lotes regulares de restituições, sendo o último em dezembro. Até agora, foram liberados seis lotes.  

Os contribuintes que não entraram nas relações de restituições liberadas até o momento devem verificar no extrato da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2012 eventuais pendências e se existem motivos para a retenção em malha fina.

O documento está disponível no Centro Virtual de Atendimento ao contribuinte (e-CAC). 
Para acessá-lo, é necessário usar o código de acesso gerado na própria página da Receita, ou o certificado digital emitido por autoridade habilitada. 

Para gerar o código, o contribuinte precisará informar o número do recibo de entrega das declarações de Imposto de Renda dos dois últimos exercícios. Caso encontre algum erro, a autorregularização poderá também ser feita por meio do e-CAC.

Com a morte do Messenger, o Skype assume




A notícia está no blog do Skype. De acordo com as informações da Microsoft, os usuários do Messenger poderão falar com seus contatos do Messenger pelo Skype. Ao instalarem o Skype, os usuários do Messenger podem imediatamente trocar mensagens instantâneas e fazer chamadas com vídeo para os seus contatos do Messenger, diz a empresa de Bill Gates, que comprou o Skype no início do ano.
O blog informa ainda que o esforço para fazer as mudanças começou há algumas semanas com o lançamento do Skype 6.0 para Mac e Windows, que permite que as pessoas se conectem ao Skype usando uma conta da Microsoft. Para isso, segundo a Microsoft, os usuários do Messenger precisam apenas instalar a versão mais recente do Skype e se conectar com a sua conta da Microsoft, e os seus contatos do Messenger estarão lá.
O Messenger será aposentado em todos os países no primeiro trimestre de 2013, menos para a Chinna continental, onde o Messenger continuará disponível.
O blog divulgou algumas dicas para o internauta entender as mudanças, que você encontra a seguir:

New or Existing Skype user.png
Se você já usa o Skype e o Messenger, poderá combinar as suas contas do Skype e da Microsoft na sua conta da Microsoft.
Merge accounts.png

Ao concluir o processo de instalação, você receberá as boas-vindas do Skype, com a sua lista de amigos sincronizada com a sua lista de contatos do Skype.
Contact list with Messenger contacts and ability to toggle between lists.png

E poderá começar a usar as mensagens instantâneas (ou mensagens de chat, no Skype) imediatamente.
IM with full view and Messenger Contacts.png
Fonte:  Blog do Skype

domingo, 28 de outubro de 2012

Sandy animado e ao vivo pelo Crisismap da Google

Sandy é um furacão que deverá trazer risco de vida e inundações para os EUA na noite entre segunda-feira e  terça-feira. A informação é da Google, que liberou uma ferramenta para que os internautas acompanhem a evolução de Sandy. Têm links para o Youtube e a posição dos ventos, com a possibilidade de utilização do Google StreetView.



    


 De acordo com a BBC Brasil, após deixar mais de 40 mortos ao passar pelo Caribe, o furacão Sandy ganhou força em sua trajetória rumo à costa leste dos Estados Unidos, onde deve chegar entre segunda-feira e terça-feira. 

 O site diz que, embora o Sandy tenha sido reduzido para a categoria de tempestade tropical, o furacão rapidamente retomou intensidade e voltou a ser um forte ciclone. 

 O fenômeno passou a ser chamado de "Frankenstorm" por combinar elementos de ciclones e de tempestades de inverno. Uma série de Estados americanos, entre eles Nova York e Pensilvânia, declararam estado de emergência e pediram que os moradores estoquem água e comida. 

A Marinha dos EUA fez um alerta para que todas as embarcações baseadas em Norfolk, na Virgínia, naveguem para alto mar para evitar a passagem do ciclone pela costa. 

 Fonte: Crisesmap e BBC Brasil

Veja a cobertura ao vivo da supertempestade  Sandy:



quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Como criar senhas seguras


O Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil (CERT.br)  lançou um fascículo sobre cuidados com as senhas.  O material está disponível no formato PDF e é acompanhado de slides.  A entidade permite que a publicação seja usada livremente para divulgar boas práticas e dicas de como escolher uma boa combinação para proteger os dados.

Recentemente, o CERT.br também publicou um fascículo sobre Redes Sociais. O material faz parte da Cartilha de Segurança para a internet.

De acordo com o CERT.br, não é raro ouvir que a senha de alguém envolve uma data de nascimento, uma combinação fácil de letras e números, como “abc123”, ou algo “fácil de lembrar”. Para o Centro, se a senha é frágil e fácil de ser adivinhada, também é fácil que alguém tenha acesso a algum serviço que você utilize.

CERT.br é o Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil responsável por tratar incidentes de segurança envolvendo redes conectadas à Internet no Brasil. O Centro também desenvolve atividades de análise de tendências, treinamento e conscientização, com o objetivo de aumentar os níveis de segurança e de capacidade de tratamento de incidentes no Brasil. 

sábado, 20 de outubro de 2012

Ubuntu 12.10 finalmente é liberado



Saiu a versão final do novo Ubuntu. A nova versão do Sistema Operacional é também conhecida como “Quantal Quetzal”. O Ubuntu 12.10 tem um novo visual, segundo a Canonical, responsável pela distribuição.




Para baixar o Ubuntu 12.10, o internauta tem a seguinte opção:



Mais opções:
·         Bit Torrent

ubuntu | oǒ'boǒntoō |
Ubuntu significa "humanidade para os outros" em uma língua antiga da África. Segundo a Cononical significa, também, "eu sou o que sou por causa do que nós todos somos".

Onde tudo isso começou?
O Linux já estava estabelecido como uma plataforma de servidor de empresa em 2004. Mas o software livre ainda não era uma parte da vida cotidiana para a maioria dos usuários de computador. É por isso que Mark Shuttleworth reuniu uma pequena equipe de desenvolvedores do Linux (Debian) e partiu para criar um sistema fácil de usar nos computadores das pessoas, explica a empresa.

A visão para o Ubuntu é parte social e parte econômica: software livre, disponível gratuitamente para todos nos mesmos termos ou financiado através de um portfólio de serviços prestados pela Canonical.

Jornais brasileiros abandonam em massa o serviço Google Notícias



Os principais jornais brasileiros abandonaram o serviço Google Notícias, depois que o maior buscador da Internet no mundo negou-lhes qualquer compensação financeira pelo direito de usar suas manchetes. A debandada ocorreu durante o último ano, quando a Associação Nacional de Jornais do Brasil (ANJ) começou a orientar seus associados a sair do serviço, diz o blog Jornalismo nas Américas.
Segundo o blog, a recomendação da ANJ foi seguida em massa pelos 154 jornais que integram a associação e respondem por mais de 90% da circulação de jornais no Brasil. Google argumenta que não há necessidade de nenhum pagamento pelo uso das manchetes, porque esta prática beneficia os jornais ao enviar a seus sites um grande volume de usuários.
A controvérsia gerou um dos mais intensos debates na 68ª Assembleia Geral da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP, por suas iniciais em espanhol), realizada de 12 a 16 de outubro, em São Paulo. A posição da ANJ foi apresentada por Judith Brito, da Folha de S. Paulo, enquanto a posição do Google foi defendida pelo diretor de políticas públicas da empresa no Brasil, Marcel Leonardi.
Para ilustrar seu argumento, Leonardi fez uma comparação, pedindo à plateia que imaginasse que absurdo seria um restaurante tentar cobrar uma taxa a um motorista de táxi por ter levado um turista para almoçar lá.
Marcel Leonardi disse que a cada mês o Google Notícias gera um bilhão de cliques para sites de notícias em todo o mundo.
O blog diz ainda que outro participante do painel da SIP, o advogado alemão Felix Stang, também confrontou a posição do Google. Stang disse que "plataformas como o Google são concorrentes diretos de jornais e revistas, porque têm conteúdos deles, são como home pages".
Ao final do debate da SIP, continuava o mesmo impasse que há anos separa os jornais e o Google no Brasil. Para as empresas brasileiras, os números de acesso aos sites dos jornais gerados pelo Google não são suficientes para justificar o uso de suas manchetes sem o pagamento de direitos autorais.
"O Google News se beneficia comercialmente desse conteúdo qualificado e não abre espaço para discutir um modelo de remuneração pela produção desse material", explicou o presidente da ANJ, Carlos Fernando Lindenberg Neto, em entrevista por e-mail ao Centro Knight para o Jornalismo nas Américas.
"Concluímos (...) que a permanência dos jornais no Google Notícias não estava contribuindo para o crescimento de nossa audiência no meio digital. Ao contrário, ao fornecer algumas linhas iniciais de nossas histórias ao internauta, o serviço reduz a possibilidade de que este busque a história completa em nossos sites", acrescentou Lindenberg.
Procurado pelo Centro Knight para comentar sobre o tema, o Google não quis dar entrevistas.
O debate também tem ambiguidades, uma vez que os veículos jornalísticos precisam de agregadores para atrair mais leitores. Mas a perda de tráfego online causada pela saída dos jornais do Google Notícias não fez com que a ANJ voltasse atrás em sua orientação. Isso porque, segundo Lindenberg Neto, "a presença do Google Notícias no mercado brasileiro é pequena. Julgamos que [essa perda de tráfego] era um preço aceitável pela proteção de nossos conteúdos e marcas".
Como os jornais continuam no serviço básico de busca do Google (Google Search), no entanto, o presidente da ANJ admite que também essa busca, mais geral, será prejudicada, uma vez que a presença no Google Notícias é considerada no ranqueamento dos sites. O Google responde por 92,15% do mercado de serviços de busca no Brasil, segundo uma pesquisa de 2011 da Serasa Experian, empresa focada em marketing digital.
Leonardi, diretor de políticas públicas do Google, afirmou durante o debate na assembleia da SIP que "se o leitor se satisfaz com o pequeno trecho é porque a matéria não despertou tanto interesse".
Para o Google, o ideal é chegar a uma solução em que ambas as partes ganhem -- jornais e agregadores de notícias --, em vez de condenar sites como o Google por não pagar os veículos de mídia. Para a ANJ, no entanto, atualmente há uma concentração maior em um dos polos da discussão (o Google), enquanto o "modelo ideal seria um em que as partes sentassem à mesa reconhecendo a importância de cada um na cadeia de valor", como afirmou o presidente da associação.
História antiga
A discussão da ANJ com o Google é longa: ainda em dezembro de 2010, ambos acordaram que o Google Notícias exibiria apenas uma linha de cada matéria, o que atiçaria a curiosidade do leitor e o levaria ao link original. Mas a medida não foi suficiente para estimular mais cliques nos sites dos jornais, segundo Lindenberg Neto. "Com a saída dos jornais do Google Notícias, a maioria dos usuários da internet que buscavam conteúdo jornalístico no Google News passou a recorrer diretamente ao sites dos jornais", disse o presidente da ANJ.
Tampouco a questão é inédita. Em 2010, a agência de notícias Associated Press (AP) chegou também a parar de ser exibida no agregador, pelos mesmos motivos; mas retornou ao Google Notícias sete semanas depois. Apesar disso, o caso da ANJ é o primeiro em que uma associação de jornais movimenta-se para que seus associados saiam em massa do serviço de busca de notícias.
Na Europa, alguns casos judiciais consideraram a prática de agregadores de notícias uma violação das leis europeias de direitos autorais, como explica o analista digital Robert I. Berkman, autor do livro "Digital Dilemmas: Ethical Issues for Online Media Professionals" ("Dilemas digitais: questões éticas para profissionais de mídia online", em tradução livre).
Importante lembrar, no entanto, que embora todos os jornais associados à ANJ tenham saído do Google Notícia, muitos de seus portais na internet ainda são fontes do agregador, como os portais das Organizações Globo e do UOL, que pertence ao jornal Folha de S. Paulo. Assim, não é possível buscar conteúdos publicados na versão impressa dos jornais, mas sim os que foram divulgados em seus respectivos sites.
Por exemplo, se buscarmos "Dilma", presidente do Brasil, no Google Notícias e especificarmos os resultados da busca para apenas do jornal O Globo, a mensagem que surge é "A pesquisa - Dilma source:"O Globo" - não corresponde aos resultados de notícias". No entanto, se buscarmos o mesmo nome tendo como fonte apenas a palavra "Globo" -- que incorpora outros veículos digitais da empresa, são encontrados resultados do portal Globo.com. Atualmente, o Google Notícias exibe cerca de três linhas de cada matéria ou reportagem, além da manchete e de uma imagem pequena ao lado.

Ler mais: