terça-feira, 31 de julho de 2012

A Voz do Brasil em vídeo. "Como você nunca viu", diz EBC

Há mais de 70 anos no ar, o programa radiofônico mais tradicional do país passou a ser transmitido também em vídeo na Internet. Os primeiros 25 minutos de A Voz do Brasil, com as principais informações do Poder Executivo Federal, passaram a ser transmitidos simultaneamente pela rede mundial de computadores desde o dia 1º de setembro de 2012. 

A transmissão é feita a partir de um moderno estúdio para que os cidadãos, que antes só ouviam as notícias, possam agora acompanhar o programa em vídeo. Reportagens e entrevistas apresentam como acessar políticas públicas e informam os principais fatos diários relacionados ao governo federal e ao cotidiano da população.

Para marcar a inovação no programa, foram entrevistados ao vivo no novo estúdio o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello. Na pauta, o aumento da distribuição de remédios gratuitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e a ampliação do número de vagas em creches para as crianças do Plano Brasil Sem Miséria. 


Cidadãos foram convidados a sugerir pelo Twitter @avozdobrasil perguntas aos convidados e a gravar participações que foram veiculadas durante o programa do Poder Executivo.  

O Programa
Com uma hora de duração, os primeiros 25 minutos são produzidos pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e levam aos cidadãos notícias sobre as políticas públicas do Poder Executivo Federal. Os 35 minutos restantes são de responsabilidade dos Poderes Judiciário e Legislativo e do Tribunal de Contas da União. 


Fonte: EBC.
 

HOTMAIL já era....!

A Microsoft decidiu mudar o HOTMAIL para OUTLOOK.COM, diz Reuters. 

A Microsoft revelou uma versão reformulada e adaptada ao Facebook de seu serviço de email online gratuito nesta terça-feira, em um esforço para reverter as perdas de mercado para o Gmail, do Google, que vem crescendo rapidamente.


A maior produtora mundial de software vai mudar o nome do serviço Hotmail para Outlook, alterando sua aparência, facilitando a conexão com redes sociais e oferecendo novos recursos para lidar com a montanha de emails comerciais e spam que soterra as caixas de entrada de muitos usuários.

O Hotmail continuava a ser o maior serviço mundial de email online, em junho, de acordo com os dados mais recentes da comScore, que calcula seu total de usuários em 324 milhões, ou cerca de 36 por cento do mercado mundial.

Mas a marca está perdendo usuários para o Gmail, um rival que vem crescendo rapidamente e já detém 31 por cento do mercado. O Yahoo está estável, com 32 por cento.
Em um esforço para reconquistar o crescimento, a Microsoft vai mudar o nome do serviço para Outlook, uma marca conhecida da maior parte dos trabalhadores de escritório que utilizam o email do Microsoft Office, e melhorar a experiência do usuário. Os usuários do Hotmail serão convidados a adotar o novo serviço ao longo dos próximos meses.

O Hotmail, lançado em 1996, foi um dos primeiros serviços de email online, e a Microsoft não o atualizava há oito anos.
"Muita coisa mudou nos último oito anos e acreditamos que seja a hora de um email de cara nova", afirmou Chris Jones, o vice-presidente da divisão Windows Live da Microsoft, em um post no blog da empresa.

O novo look é simples e nada poluído, com muito espaço em branco, e lembra a recente reformulação do Gmail empreendida pelo Google. A publicidade é veiculada de forma discreta em uma coluna na porção direita da tela, e só quando o usuário está olhando suas pastas de arquivo. Não são veiculados anúncios quando as mensagens estão abertas.
Os usuários poderão se conectar facilmente às suas contas de Facebook, Twitter, LinkedIn e Google+, para ver as mais recentes atualizações de seus amigos e contatos. Também poderão acessar o chat do Facebook.

Fonte: Reuters

Twitter reabre conta de jornalista britânico que divulgou email de executivo

O Twitter reativou nesta terça-feira a conta de um jornalista britânico que havia divulgado o email de um executivo da rede de TV NBC. O serviço de microblogs pediu desculpas pela polêmica, que ameaçou afetar a reputação do Twitter.

Guy Adams, correspondente em Los Angeles do jornal londrino The Independent, publicou o email do executivo Gary Zenkel para estimular seus leitores a se queixarem pelo fato de a NBC ter transmitido com atraso a cerimônia de abertura da Olimpíada.

Adams teria violado regras do Twitter, que proíbe a divulgação de informações pessoais de terceiros, segundo email enviado por administradores do microblog ao jornalista. Mas as regras do Twitter estipulam que não é proibido divulgar essas informações se elas estiverem disponíveis publicamente em outros sites - o que é o caso do email corporativo de Zenkel.

Jornalistas e usuários do Twitter disseram que a punição a Adams foi um gesto autoritário do Twitter.

Fonte: MSN Notícias

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Handwrite: nova maneira fácil e divertida de pesquisar no Google

O Google anunciou uma uma nova maneira de pesquisar no navegador do smartphone ou tablet. A Pesquisa escrita permite a escrita da pesquisa na página inicial do Google e pode ser ativada nas configurações dos aparelhos móveis. 



Como configurar:

Dicas para o Handwrite
Aqui estão algumas dicas e coisas a lembrar sobre como usar o recurso Handwrite.


    »Use letra de forma e não cursiva. Pode escrever em maiúsculas ou minúsculas.
    » Escreva o número "um" serifado [ 1 ] e o "zero" cortado para maior precisão ao escrever números.
    » Experimente usar símbolos e caracteres especiais, como + @ & $ # - * " : =. , ' ! ? ( ) [ ] { } / \ %.
    » Escreva os termos de pesquisa em qualquer parte da tela. Você pode escrevê-los em várias linhas pela tela.
    » O espaço entre os termos de pesquisa será inserido automaticamente, mas você pode tocar em Espaço para adicionar manualmente um espaço entre os termos de sua pesquisa, se necessário.

Utilização do dispositivo


    » Tente escrever com o polegar da mesma mão com que segura o telefone. Assim você não precisará usar as duas mãos!
    » Use o telefone na orientação que quiser. Você pode usar o Handwrite em orientação retrato ou paisagem.

Utilização do recurso


    » Toque na caixa de pesquisa para usar o teclado caso prefira digitar o termo de pesquisa em vez de escrever à mão.
    » Use o recurso em visualizações de resultados de pesquisa compatíveis. O Handwrite ainda não está disponível em algumas visualizações, como Shopping, Notícias, Mapas e Pesquisa de voo, mas funciona para Web, Imagens, Places, etc.
    » Selecione seu idioma preferido. O idioma de escrita será definido pela configuração do idioma de pesquisa. Por exemplo, você não pode escrever caracteres chineses se o idioma de pesquisa está configurado como inglês. Siga estes passos para alterar o idioma:
    » Acesse Configurações na parte inferior da página inicial ou em uma página de resultados de pesquisa.
    » Selecione seu idioma preferido na seção "Idioma dos resultados de pesquisa".
    » Toque em Salvar para salvar a configuração.
    » Adicione a página inicial do Google aos favoritos. Para obter acesso fácil e rápido ao recurso Handwrite, crie um atalho para a página inicial do Google.

Dispositivo Android


Veja como adicionar a página inicial do Google aos favoritos na Central de Ajuda do Google Android.

Dispositivo iOS


    » Inicie o Safari.
    » Acesse o Google.com.
    » Toque em na parte inferior da tela do iPhone ou na parte superior da tela do iPad.
Observação: em dispositivos com iOS 4.1 ou anterior, toque no ícone +.
    » Selecione Adicionar à tela inicial.
    » Toque em Adicionar para confirmar. Um novo ícone do Google será exibido na tela inicial.
[ Ø ]

Fonte: Google 




domingo, 29 de julho de 2012

Twitter é acusado de interferir durante o ciclismo nas OIimpíadas


A BBC e outras emissoras reclamaram ao Comitê Olímpico Internacional (COI) da falta de dados em tempo real. O problema parece que deixou milhões de espectadores incapazes de acompanhar a prova de rua do ciclismo adequadamente. 

Nas Olimpíadas, a responsabilidade da transmissão é da empresa Olympic Broadcasting Services (OBS), que cuida da radiodifusão do COI para redes de todo o mundo. 

Ontem, no entanto, por grandes intervalos de tempo, ninguém sabia a posição das equipes, pois a OBS ficou incapaz de fornecer informações cruciais para comentaristas.  O problema pode ter surgido porque cerca de um milhão de pessoas que assistiam a prova, ao longo das estradas, passaram a twittar. 

Como resultado, disse o porta-voz do COI Mark Adams, dados cruciais GPS não puderam ser recebidos. Ele disse que OBS irá tentar dispersar as transmissões por outras redes para que as informações possam ser recebido. 

"Nós não queremos impedir que as pessoas utilizem as mídias sociais, mas que enviem atualizações urgentes. Claro, que se você quiser enviar alguma coisa, não podemos dizer não. 

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Vírus no programa nuclear do Irã toca música do AC/DC

Um vírus  atacou computadores de usinas nucleares do Irã. Ao rodar o sistema da usina, a música “Thunderstruck” da banda australiana AC/DC passa a ser tocada.
Não é a primeira vez que o programa nuclear iraniano é atingido por vírus.
No mês passado, o  Irã acusou os Estados Unidos e Israel de serem responsáveis por um ataque cibernético.

Na época, a notícia era que os Estados Unidos e Israel teriam desenvolvido o sofisticado vírus de computador conhecido como Flame, que passou a ser visto como a última novidade na guerra cibernética, informou o Washington Post em sua edição online.

O objetivo, segundo o jornal, foi utilizar o programa para retardar o desenvolvimento de armas nucleares por parte do Irã. O jornal disse que as informações foram confirmadas por fontes ocidentais.



quarta-feira, 25 de julho de 2012

'Newsweek' pode acabar com sua versão impressa, diz Exame

O grupo IAC/Ative Corp registrou lucro moderado no segundo trimestre e começou a considerar a transformação da 'Newsweek' em uma edição    unicamente digital. 

A prestigiada revista americana ''Newsweek'' poderá deixar de ser impressa no ano que vem e migrar totalmente para o formato digital como forma de se compensar seus recentes prejuízos, informou nesta quarta-feira a empresa.

O grupo IAC/Ative Corp, proprietário da publicação, registrou lucro moderado no segundo trimestre e começou a considerar a transformação da ''Newsweek'' em uma edição unicamente digital, segundo relata o jornal ''The Wall Street Journal''.

O empresário Barry Diller, diretor-executivo do conglomerado midiático, afirmou em uma conferência telefônica que sua companhia está buscando opções e uma delas seria passar do formato impresso para o digital.

''Estamos examinando nossas opções'', assinalou. ''Não estou dizendo que isso acontecerá totalmente, mas a transição do papel para o digital vai acontecer''.
Segundo indicou, o plano para esta transição prevista para o próximo ano começará entre setembro e outubro, embora não tenha dado mais detalhes.

Acessado em 25/07/2012

Ler mais:

Jornalismo Online: Com cobrança em discussão, O Globo aposta no impresso

Para discutir o futuro do impresso, os líderes das principais redações do país se reuniram na última terça-feira (24), no auditório do jornal O Globo, no Rio de Janeiro. O evento faz parte das comemorações dos 87 anos de fundação do veículo e do lançamento do novo projeto gráfico da publicação.
O encontro foi mediado pelo editor-executivo de O Globo, Luiz Antônio Novaes, e contou com a presença do diretor de redação do diário carioca, Ascânio Seleme; da diretora de redação do Valor Econômico, Vera Brandimarte; do editor executivo da Folha de S. Paulo, Sérgio Dávila; e do diretor de conteúdo do Estadão, Ricardo Gandour. Todos mostraram ter bons motivos para acreditar num futuro próspero. O debate foi transmitido ao vivo pelo site de O Globo.

Conteúdo online restrito
No último mês, a Folha passou a cobrar pelo acesso ao seu conteúdo virtual. Segundo Dávila, a audiência subiu depois que a versão online do site passou a adotar o sistema paywall (barreira paga) e o número de assinantes aumentou – conforme era desejado pela direção do jornal. Em pauta, o assunto despertou a avaliação do custo da produção de conteúdo de qualidade.

Sobre o tema, Seleme não confirmou – nem negou – se o site de O Globo, que também passará por mudanças de conteúdo e de layout a partir do próximo domingo, 29, vai adotar a mesma postura da Folha e cobrar do leitor o acesso a todo material digital. O executivo apenas afirmou que “restringir o acesso é uma questão em discussão”, e ponderou os contras da estratégia. “Vamos perder em publicidade, porque menos pessoas vão acessar”.
Para Vera, do Valor Econômico, a ideia de cobrar pelo conteúdo da web é uma necessidade para as empresas de comunicação. “A internet afetou o modelo de negócios dos jornais. Que do ponto de vista financeiro, não consegue se apropriar do que produz. Não existe jornalismo independente se a empresa não tiver uma solidez financeira. Cobrar pelo conteúdo é uma saída muito interessante”. Porém, ela não disse se essa cobrança faz partes do jornal que comanda.

Reforma gráfica
Entre hipóteses sobre o destino do impresso, Seleme falou sobre as mudanças de O Globo. Para ele, as mudanças irão valorizar esteticamente o jornal, mas que o conteúdo de qualidade sempre será o principal fator para atrair o público. “Redesenhar facilita a vida do nosso leitor, torna a leitura mais prazerosa, mas não aumenta a circulação, quem faz isso é o conteúdo”.

O diretor mostrou no telão, em primeira mão, as novas formas do jornal. Agora o veículo conta com mais espaços brancos, maior valorização dos suplementos na primeira página, mais cor, e fotografias mais amplas. Em toda sua história, o jornal só passou por uma reforma - ocorrida em 1995. Ao final do debate, foi exibido um vídeo institucional com imagens da redação trabalhando no novo projeto, que foi tido pelos profissionais como arejado, leve e confortável.

A importância do impresso e a relação com as novas tecnologias
Vera admitiu que as inovações interferiram na maneira de fazer jornalismo. “Disseram que com a internet cada cidadão seria um produtor de notícias e com isso o jornal seria dispensável. No entanto, a quantidade de informações na rede tornou-o ainda mais relevante, para analisar e filtrar os conteúdos”. A diretora do Valor comentou que a web fez os profissionais do impresso pensarem melhor antes de produzir alguma matéria, pois boa parte do conteúdo já apareceu no online.

Para Dávila, a popularização da internet obriga o jornal a se atualizar constantemente. “Toda grande inovação tecnológica leva os jornalistas a se tornarem melhores. É ai que eles param e discutem”, afirma. “Ainda não inventaram um meio que tenha o papel de curadoria que o jornal tem para indicar o que foi notícia no dia anterior. Além disso, o jornal quebra a zona de conforto do leitor e o informa de coisas além do que ele acha que deveria saber,” destaca.
Na busca por um jornalismo de qualidade, Gandour aposta na agregação de valor e na prestação de serviço como diferenciais. “Com a conexão virtual, as relações de trocas de conteúdos proporcionaram o contato direto com as fontes. No entanto, diante de tanta informação, o leitor fica perdido e pode se alienar”. Seleme expôs opinião semelhante a do executivo do Estadão. Segundo o diretor de O Globo, a internet tem a vantagem de ser rápida, mas o público prefere acompanhar análises e informações mais aprofundadas no impresso.

Fonte: Comunique-se   
Acessado em 25/07/2012

domingo, 22 de julho de 2012

Fadiga visual após uso do computador (PCWorld)


Passar muito tempo em frente ao computador pode prejudicar seus olhos informa a Edição da PCWorld dos Estados Unidos. De acordo com a publicação, a chamada “Síndrome da Visão de Computador” (CVS - Computer Vision Sindrome) é uma condição real com sintomas que você já deve ter notado em algum ponto de sua vida: olhos vermelhos após uma longa sessão de jogos, sensação de que eles estão “secos”, coceira, irritação e talvez uma sensibilidade mais elevada à luz.
Há várias formas de evitar o problema diz o autor da matéria. A maiora delas é simples, exige só um pouquinho de tempo e quase nenhum dinheiro, embora existam meios mais sofisticados, e caros, de conciliar o tempo em frente ao PC e o bem-estar de seus olhos. De qualquer forma, seu esforço será recompensado.
O básico: iluminação
Você até pode achar que a imagem de seu monitor parece mais nítida e agradável em uma sala escura, mas na verdade você está forçando seus olhos a “trabalhar dobrado” para perceber corretamente diferenças extremas de contraste. O mesmo acontece quando você coloca sua tela em um lugar que gere muitos reflexos: não só a imagem fica horrível, como toda aquela luz refletida prejudica a clareza da imagem e força os olhos a ajustar o foco com mais frequência.
Se você não está no escritório, não coloque seu computador debaixo de uma lâmpada fluorescente. Este tipo de iluminação é uma das situações mais inóspitas com os quais seus olhos podem lidar. O melhor é usar a luz natural em abundância, de preferência vinda de uma janela posicionada perpendicularmente à sua tela. Você pode até ficar tentado a colocar o monitor em frente a uma janela imensa para que possa apreciar um pouco da paisagem enquanto trabalha, mas todo o brilho vindo lá de fora pode cansar ainda mais os olhos.
fadiga_janela-360px.jpg
Coloque a tela de seu computador perpendicular à uma janela para aproveitar a luz natural
Ao colocar o monitor de forma perpendicular a uma fonte de luz natural, procure o equilíbrio entre a iluminação e os reflexos, posicionando a tela de forma que a luz não reflita diretamente nela. Tenha paciência, já que alguns minutos de ajuste agora irão lhe economizar horas de agonia mais tarde. Cortinas e persianas podem ser de grande ajuda para controlar o nível de luz durante certas horas do dia.
Você deve suplementar esta iluminação natural com luz artificial para o período noturno. Lâmpadas de teto, mesmo as incandescentes, não são a melhor opção por causa do potencial para produzir reflexos. O ideal é usar algo que ilumine a mesa e o monitor de forma indireta, evitando grandes diferenças de contraste. Uma pequena luminária de mesa entre a parede e o monitor, gerando uma iluminação difusa, é uma ótima opção. Na hora de escolher a lâmpada, prefira modelos identificados como “luz natural” e de baixa potência.
Técnicas avançadas
Se você quer algo mais impressionante e eficiente que uma pequena lâmpada sobre a mesa, talvez deva dar uma olhada em sistemas de iluminação conhecidos como “bias lighting”.
ocê pode não reconhecer o nome, mas já deve ter visto o conceito em uso em TVs de alta-definição da Philips da família “Ambilight”. A idéia é simples: LEDs na traseira do monitor projetam luz colorida na parede, o que ajuda a reduzir os reflexos em ambientes pouco iluminados e faz com que a imagem pareça mais nítida.
Timothy Seppala, da Sound and Vision, descreve os benefícios da técnica em declaração ao site Ars Technica: “ela funciona porque provê luz ambiente suficiente em uma área para evitar que as suas pupilas se dilatem demais. Isso reduz a fadiga quando há mudanças súbitas no brilho da imagem”. 
O problema é que já poucas combinações de aparelhos e software que permitem criar a combinação perfeita em um PC: luzes que mudam de acordo com a imagem que é exibida no monitor. Gostamos das Cyborg Gaming Lights, da Mad Catz, compostas por dois módulos com três LEDs cada (vermelho, verde e azul) que são capazes de reproduzir praticamente qualquer cor. Nos EUA, elas custam US$ 100.
fadiga_cyborglight-360px.jpg
Cyborg Gaming Lights: LEDs podem produzir qualquer cor
Basta plugá-las a uma porta USB e à tomada, colocá-las atrás do monitor, apontadas para a parede e rodar um utilitário. Você pode escolher uma cor para a luz, ou definir uma lenta transição entre uma série de cores. Também é possível programar as luzes para que reflitam a cor dominante do que está sendo exibido na tela, seja um jogo, um filme ou uma foto.
Outra alternativa para quem está montando um PC é o Halo 6 LED Bias Lighting Kit, da Antec (US$ 13 nos EUA), ou alternativas como a Ledberg ou Dioder. É uma faixa com seis LEDs brancos que deve ser fixada atrás do monitor. As luzes não mudam de cor como na solução da Mad Catz, mas você tem benefícios similares gastando muito menos.
Além da luz
Outros truques que você pode usar para reduzir a fadiga visual incluem o uso de aplicativos para lembrá-lo de fazer uma pausa para “descansar os olhos”. Usuários do Chrome podem usar a extensão “Gimme a Break!”, e fãs do Firefox tem como opção a Auto Timer. Para cada 20 minutos que você passa olhando para a tela, bastam 20 segundos olhando para algum outro lugar para “descansar” os olhos. Não é tão difícil, certo?
Mas há outras dicas de software: são boas as chances de que seu monitor esteja com níveis de brilho e contraste bastante altos, já que eles vem ajustados de fábrica desta forma para tornar as imagens mais atraentes. Infelizmente isso não é nada bom. A primeira medida é reduzir o brilho da tela, afinal para quê “bombardear” seus olhos com luz em excesso?. Depois, use o guia de calibração do site Lagom.nl para calibrar corretamente seu monitor. 
A “temperatura de cor” também pode afetar adversamente seus olhos após longos períodos de tempo. O F.Lux é um aplicativo gratuito que ajusta automaticamente a temperatura de cor de seu monitor de acordo com o período do dia: mais “fria” (e portanto mais branca) de manhã, simulando a luz do sol, e mais “quente” (mais amarelada) no fim do dia, quando “você não deveria estar olhando para o sol”, dizem os autores do programa. O programa usa sua localização para calcular corretamente os horários no nascer e pôr do sol, e fazer as mudanças de acordo com a posição dele no céu.
fadiga_flux-360px.jpg
F.lux: ajuste da temperatura de cor de acordo com o horário
Por fim, há óculos especiais para uso em frente ao computador, como os modelos produzidos pela Gunnar Optiks. A empresa afirma que seus óculos reduzem reflexos e ajudam a manter os olhos lubrificados. Normalmente fazemos isso piscando, mas estudos mostram que temos tendência a piscar muito menos enquanto olhamos para uma tela. Não dá pra dizer que nossos olhos viraram verdeiras “piscinas” com o produto da Gunnar, mas após algumas maratonas em frente ao micro usando os óculos, realmente notei menos fadiga. Entretanto, demora um pouco para você se acostumar ao tom amarelado das lentes.
Fonte: PCWorld

sábado, 14 de julho de 2012

Backup do GMAIL: como fazer (atualizado)


A Google tem o serviço de e-mail gratuito mais popular do mundo. Muitas pessoas dependem do GMAIL, mas não tem a mínima ideia do que fazer se precisar transferir mensagens existentes de uma conta para outra. A alternativa do momento é o Gmvault. O programa salva e-mails e permite “subir” o backup caso necessário. 

Note-se que o Gmvault é um programa beta. De acordo com o Wikipédia, a versão beta, geralmente software , é a fase de desenvolvimento e testes de um aplicativo.  No entanto, esses produtos muitas vezes são popularizados bem antes de sair a versão final. 

Veja como fazer o backup e restaurar sua conta do Gmail com Gmvault.
O programa trabalha com as contas de e-mail e aplicativos da Google. Primeiro é preciso baixar e instalar o programa Gmvault . Existem versões para Windows, Mac, Linux etc. 

Finalizada a instalação do Gmvault, você está apto a iniciar o backup da conta do Gmail. O Gmvault só permite linha de comando. Se você é da época do DOS ou tem familiaridade com o Linux, não terá problemas. Para quem não gosta de linhas de comando, não existem alternativas por enquanto. Mas não é uma tarefa difícil. É só ter paciência. Digite gmvault-h e aperte enter para obter uma lista dos comandos básicos.
Para sincronizar a conta do Gmail, digite gmvault sync youremail@gmail.com e aperte a tecla enter.
Depois disso, aperte enter novamente e uma janela irá aparecer para você autenticar o acesso ao Gmail.
Depois de autenticar com o Google, volte para Gmvault e aperte enter novamente para iniciar o processo de sincronização. 

O Gmvault vai começar a fazer backup de toda a sua conta do Gmail para o seu computador. Isso poderá levar algum tempo e dependerá da quantitade de e-mails que você tem no servidor do Google. Sabe aquele filme que você deixou para assistir mais tarde? Vá vê-lo.
O Gmvault permite você ter backups do Gmail até determinada data. Isso ajudará você  executar uma verificação rápida para baixar novos e-mails apenas após o backup. Divirta-se!

Atualizado em 15/07/2012

Outra alternativa é o Gmail Backup 

Para baixar o Gmail Backup clique no linK:  http://www.gmail-backup.com/download/

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Vírus para Android ataca segurança bancária em smartphones na Europa, diz IDGNOW

A companhia de segurança Trusteer está alertando sobre um vírus para Android que está sendo distribuído por criminosos e tem como alvo sistemas de autenticação por SMS empregados por bancos europeus para verificar transferências online.

O ataque do tipo 'man-in-the-middle' (MitM) começou há um ano, aproximadamente, baseado na simples observação de que a aparente força da verificação SMS é também sua fraqueza, se crackers conseguirem comprometer o dispositivo.

Parece que o código para autorizar transações online via SMS era a última barreira a ser ultrapassada nas fraudes de bancos online, então os cribercriminosos estiveram trabalhando para interceptar esse código e garantir acesso às contas.

A Trusteer identificou o primeiro ataque móvel baseado no recente vírus "Tatanga", bem como as novas configurações para o famoso SpyEye, agora chamado de 'SPITMO' (SpyEye para dispositivos móveis).

Foi solicitado o número dos celulares dos usuários infectados pelo Cavalo de Troia, antes que eles fossem redirecionados a um site que instala o que aparenta ser um app de segurança. Uma vez digitado o "código de ativação" - na verdade, apenas um jeito que se tem de saber se o telefone está relamente ativo - os crackers estão livres para capturar qualquer informação que for enviada ao dispositivo.
 
Leia a reportagem completa em: IDGNOW

TI: 115 mil vagas estão abertas por falta de profissionais, diz CEVIU

Um levantamento feito pelo IBGE mostrou que só em 2011, o setor de serviço de informação – que abrange audiovisual, edição, internet, telecomunicações e TI – cresceu 5%, número maior que setores tradicionais como comércio e indústria, por exemplo. 
O que chama a atenção é que  atualmente 1,2 milhões de profissionais estão empregados só na área de Tecnologia da Informação e ainda sobram 115 mil vagas que não são preenchidas devido a falta de mão de obra qualificada. De acordo com a associção das empresas de TI e comunicação do Brasil, até 2020 cerca de 750 mil novos empregos devem ser criados e o país então passará a ser o quarto maior centro de TI do mundo.

O Senai fez um levantamento que mostrou que nos próximos dois anos e meio, o setor de TI precisará de cerca de 45 mil analistas de sistemas, 30 mil técnicos de computadores e desenvolvedores de sistemas, 1 mil engenheiros de computação, 1,7 mil operadores de rede e mais de 50 mil montadores de equipamentos eletroeletrônicos.

Os números ilustram o que já mostrava dois artigos publicado no blog da CEVIU, o “Sobram vagas de TI no Brasil“, que mostrava que cerca de 92 mil vagas de emprego no setor de TI estavam “sobrando” no mercado. Em contrapartida,os profissionais também se manifestam no artigo “Sobram vagas de TI no Brasil – O outro lado da moeda” dizendo que muitas das vagas permanecem abertas não pela falta de mão de obra, mas sim pelo que as empresas oferecem.



quarta-feira, 11 de julho de 2012

O fim do último jornal impresso diário de Nova Orleans, nos EUA.

O Times-Picayune, o maior jornal impresso da cidade de Nova Orleans (Estados Unidos), anunciou nesta quinta-feira (24/04) que acabará com sua publicação impressa diária. As mudanças não visam extinguir o jornal por completo, mas sim vendê-lo em apenas três dias da semana para se adaptar a "uma era cada vez mais digital e a um público mais conectado".

Segundo o site Gigaom, a partir de agora, a empresa NOLA Media Group será responsável por atualizar as notícias e postar os conteúdos na íntegra na internet, 24 horas por dia, sete dias por semana, enquanto a versão impressa terá uma programação especial nos três dias de vendagem. Os leitores poderão comprar os exemplares nos domingos, quartas e sextas-feiras, e os assinantes receberão o produto em casa.

A decisão do Times-Picayune, um dos jornais mais tradicionais desde 1837, sinaliza uma importante mudança na forma como as informações são entregues. "Acredito que a passagem para formas mais digitais continuarão a atender as necessidades das várias comunidades [que leem o jornal]", afirmou o editor da publicação, Ashton Phelps. "Vamos continuar a entregar nosso conteúdo impresso, mas o foco agora ficará nas plataformas móveis".

O debate sobre a extinção dos meios de comunicação impressos já dura alguns anos, mas parece que não vai acabar tão cedo. Em outubro do ano passado, uma pesquisa conduzida pela Associação Mundial de Jornais e Editores de Notícias (WAN-IFRA) relatou que, ao contrário do que muitos pensam, jornais impressos têm mais leitores do que conteúdos postados na internet.

O estudo foi realizado em 69 países que correspondem a 90% do mercado global de jornais, em termos de receita de vendas e anúncios. A circulação aumentou 7% na Ásia e 2% na América Latina, mas caiu 2,5% na Europa e 11% nos Estados Unidos. A Islândia é o país com maior número de penetração do veículo: 96% das pessoas leem diários impressos regularmente. Em segundo lugar vem o Japão com 92%, seguido da Noruega, Suécia e Suíça com 82%, e Finlândia e Hong Kong, com 80%.



Fonte: Olhar Digital

Indústria e serviços de TI ganharão programa de estímulos do governo


Está em gestação no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) o Programa Estratégico de Softwares e Tecnologia de Informação (TI) que o governo federal prepara para estimular o crescimento do setor, aumentar a presença de empresas internacionais no mercado nacional e melhorar o desempenho das exportações.
A meta do programa será aumentar em 50% a participação do segmento na economia até 2020, conforme antecipou o Secretário de Política de Informática do MCTI, Virgílio Almeida, à Agência Brasil. Atualmente, a área de TI tem cerca de 4% do Produto Interno Nacional (PIB), o governo quer que em oito anos o peso alcance a 6%.
Para atingir a meta, Almeida considera fundamental aumentar as exportações da indústria instalada no Brasil e a presença de prestadores de serviço no exterior. O setor movimenta cerca de US$ 73 bilhões por ano, mas desse valor apenas US$ 3,1 bilhões foram obtidos com exportações. “Há espaço para ações visando às exportações”.
Para vender mais, o governo espera que empresas estrangeiras se instalem no Brasil e tragam seus centros de pesquisa e desenvolvimento, onde criam e aperfeiçoam tecnologia. Para Almeida, o Brasil pode ser atrativo neste momento de estagnação econômica na Europa, nos Estados Unidos e no Japão por causa do mercado interno e por causa das políticas de compra do Estado, que representa cerca de um terço da demanda em TI.
O Programa Estratégico de Softwares e TI adotará a certificação de produtos desenvolvidos no Brasil como exigência para dar margem de preferência nas compras públicas.
Além do uso de compras públicas (já previsto em lei), certificação e mercado interno, Almeida crê que o país poderá ser atrativo ao se especializar no fornecimento de tecnologias de informática para atividades econômicas em que se destaca como óleo e gás (exploração na camada pré-sal, especialmente), mineração e agronegócio. Ele também acredita que o país poderá ser plataforma de produção para o mercado latino-americano e lusófono.
A iniciativa do MCTI é bem acolhida pelas empresas do setor, conforme informa Ruben Arnoldo Delgado, presidente da Associação para a Promoção da Excelência do Software brasileiro (Softex). “O governo está fazendo o seu papel” elogiou antes de assinalar, no entanto, que o programa a ser lançado em agosto é esperado desde abril. “É preciso agir mais rápido”.
Delgado salienta que a elaboração de política de incentivo do setor deve ser abrangente porque já há vários segmentos especializados. Ele defende que mais empresas internacionais entrem no país, “precisamos ter o DNA globalizado”, mas se preocupa com a concorrência e a disputada pelo mercado interno e pela mão de obra escassa. A carência de recursos humanos especializados é problema que preocupa tanto o governo como as empresas.
Conforme o presidente da Softex, falta mão de obra com formação em escola técnica, para trabalhar na base dos processos produtivos. A falta desse tipo de força de trabalho faz com que programadores se empreguem como técnicos (que tem remuneração menor) e deixe descobertas as suas atividades. Ruben Arnoldo Delgado elogiou o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) como meio para qualificar o pessoal que falta na área de TI.
A Softex apresentou hoje na sede do MCTI em Brasília a segunda edição da pesquisa Software e Serviços de TI: A Indústria Brasileira em Perspectiva na qual estima que haja 73 mil empresas no Brasil (96% firmas com menos de 20 empregados), com mais de 660 mil empregados, e apresentando um crescimento de 8,2% ao ano, acima, por exemplo, dos índices da indústria nacional.
O ministro Marco Antonio Raupp (MCTI) elogiou a pesquisa e disse que os dados serão úteis para o Programa Estratégico de Softwares e TI. Para Raupp a perspectiva do governo é “trabalhar ombro a ombro” com as empresas para que o setor possa crescer.

terça-feira, 10 de julho de 2012

Receita informa que falha em consulta ao IR é causada por grande número de acessos

O Supervisor Nacional do Imposto de Renda, Joaquim Joaquim Adir, explicou que o erro na hora da consulta do segundo lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2012 tem ocorrido devido ao grande número de acessos à página da Receita na internet e ao link que leva à consulta. A Receita também está alocando um número maior de computadores (servidores) para melhorar o processo.
“Espero que em pouco tempo o problema seja resolvido, mas já estamos tomando as providências. O acesso está grande”, disse Adir.
Segundo ele, os técnicos estão criando um caminho alternativo para eliminar a falha. Parte dos contribuintes que procuram ter acesso aos dados recebe a seguinte informação: “Erro na Habilitação do Usuário. Aplicação temporariamente indisponível.” Outros encontram erro no código de acesso e a página demora a ser carregada.

Hoje (10), a Receita Federal está liberando a consulta ao segundo lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2012 e também de restituições que estavam na malha fina referentes aos anos de 2011, 2010, 2009 e 2008.
O valor total das restituições chega a R$ 2,6 bilhões e é o maior lote multiexercício já liberado pela Receita Federal. O dinheiro estará no banco no próximo dia 16.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet ou ligar para o Receitafone 146.


Fonte: Agência Brasil

Contribuintes enfrentam dificuldade para consultar restituição no site da Receita

O aplicativo responsável pela consulta do segundo lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2012 apresenta falha. Alguns contribuintes que procuram ter acesso aos dados na internet recebem a seguinte informação: “Erro na Habilitação do Usuário. Aplicação temporariamente indisponível.” A Receita investiga as causas do problema.

Hoje (10), a Receita Federal está liberando a consulta ao segundo lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2012 e também de restituições que estavam na malha fina referentes aos anos de 2011, 2010, 2009 e 2008.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet ou ligar para o Receitafone 146.

O valor total das restituições chega a R$ 2,6 bilhões e é o maior lote multiexercício já liberado pela Receita Federal. O dinheiro estará no banco no próximo dia 16.

Fonte: Agência Brasil

Receita libera maior lote do Imposto de Renda da história

A Receita Federal libera hoje (10), às 9h, a consulta ao segundo lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2012. Também serão liberadas para consulta restituições que estavam na malha fina referentes aos anos 2011, 2010, 2009 e 2008.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet ou ligar para o Receitafone 146.

O valor total das restituições chega a R$ 2,6 bilhões e é o maior lote multiexercício já liberado pela Receita Federal. O dinheiro estará no banco no próximo dia 16.

Todos os contribuintes com mais de 60 anos, que são beneficiados pelo Estatuto do Idoso, terão as restituições liberadas, desde que não tenham caído na malha fina. A Receita informou também que estão no lote os contribuintes que entregaram a declaração no decorrer do mês de março de 2012 sem irregularidades. 

Do exercício de 2012, serão creditadas restituições para um total de 2.433.190 contribuintes, corrigidas em 2,38%. Para o exercício de 2011, serão creditadas restituições para um total de 15.970 contribuintes com correção de 13,13%. Do lote de 2010, são 7.744 contribuintes, e a correção é 23,28%.
Do lote de 2009, serão creditadas restituições para um total de 5.613 contribuintes, com correção de 31,74%, e do lote de 2008 serão creditadas restituições para um total de 2.570 contribuintes, corrigidas em 43,81%.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Consulta ao 2º lote do IR será liberada amanhã (10).

A Receita Federal libera, amanhã, às 9 horas , a consulta ao 2º lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2012. Foram liberados também no lote restituições de declarações que estavam na malha fina referentes ao Imposto sobre a Renda da Pessoa Física 2011, 2010, 2009 e 2008. O valor total de restituições, chega a R$ 2,6 bilhões e é o maior lote multiexercício já liberado pela Receita Federal.

O dinheiro estará no banco no próximo dia 16 e todos os contribuintes com mais de 60 anos, beneficiados com o Estatuto do Idoso, que não caíram na malha fina, informou a Receita, tiveram as restituições liberadas.

Do exercício de 2012, serão creditadas restituições para um total de 2.433.190 contribuintes, corrigidas em 2,38 %. Para o exercício de 2011, serão creditadas restituições para um total de 15.970 contribuintes com correção de 13,13 %. Do lote de 2010, são 7.744 contribuintes, e a correção é de 23,28%.
Do lote de 2009, serão creditadas restituições para um total de 5.613 contribuintes com correção de 31,74% e do lote de 2008, serão creditadas restituições para um total de 2.570 contribuintes com correção 43,81%.
 
Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet (http://www.receita.fazenda.gov.br), ou ligar para o Receitafone 146.

Receita Federal passa a cobrar novas cadeias de certificados digitais


O acesso ao Portal e-CAC só poderá ser feito com a instalação de novas cadeias de certificados digitais. De acordo com a Receita Federal, para instalar a nova cadeia de certificados no computador, o usuário terá que usar um dos links abaixo:
- 1. ICP-Brasil v2
- 2. Autoridade Certificadora da Secretaria da Receita Federal v3
- 3. Autoridade Certificadora do SERPRORFB v3
A versão do sistema operacional também deverá ser observado pela usuário. Terá, informou a Receita, ser Windows XP com Service Pack 3 ou superior. Se o sistema operacional NÃO for Windows, verifique junto ao fornecedor se o sistema suporta o uso da função de hash SHA-2.

Vá ao site da Receita Federal para obter mais informações sobre a mudança no passo-a-passo de instalação da nova cadeia.

Internet: Começa em 20/08 prazo para apresentar declaração do ITR

A Receita Federal publicou hoje no Diário Oficial da União a instrução normativa sobre a entrega da declaração do Imposto Territorial Rural (DITR). O prazo para a apresentação da declaração começa no dia 20 de agosto e termina em 28 de setembro de 2012 (última sexta-feira do mês). A apresentação, a partir deste ano, só será aceita pela Internet.

Deve declarar a pessoa física que tiver imóvel rural com área igual ou superior a mil hectares, se localizado em município situado na Amazônia ocidental ou no Pantanal mato-grossense e sul-mato-grossense.
No caso de imóvel localizado em município do Polígono das Secas ou da Amazônia oriental, a declaração precisa ser enviada à Receita se a propriedade tiver 500 hectares ou mais. No restante do país, a obrigatoriedade vale para imóveis rurais acima de 200 hectares.

No caso das pessoas jurídicas, todas estão obrigadas a declarar, mesmo as imunes ou isentas, independentemente da extensão da área do imóvel rural.

o Supervisor do Programa do Imposto de Renda, Joaquim Adir, que também cuida do Imposto Territorial Rural, informou que o programa de computador que gera a declaração será liberado pela Receita Federal no 20 de agosto no site da da Receita Federal.